quarta-feira, 11 de março de 2015

O Tempo não para

Adorei esse texto da minha querida Simone Giampa.
Tempo em que um sorriso se fez estático num rosto, e os pés pareciam não pisar o chão, a brisa que encostava o corpo era como pétalas de rosas caindo e chocando-se a terra... e aí... qualquer coisa ou nada... duas coisas tão insignificantes diante da indefinição que se pode por um ser humano a loucura dentro do seu próprio eu. Uma coisa chamada vida, uma vida dentro de um corpo que se dilacera aos poucos, quando tudo parecia calmo, essa vida se torna presente, mas distante ao mesmo tempo, e assim, dessa forma meio louca de passar o tempo, a vida vai caminhando... caminhando em passos incertos enquanto a indefinição toma conta desse eu, que não sabe como agir, mas sabe que pra se entregar a um relacionamento, é preciso mesmo estar muito certo disso. Evitar sofrimento pra ambos os lados, entendendo que cada um vive aquilo que tem que viver, talvez pra crescer e criar maturidade suficiente pra viver a história que Deus escreveu... no entanto, como dizia Cazuza "o tempo não para"... tomara que por conta do tempo não se perca a chance de viver aquilo que Deus escreveu, mesmo porque não sabemos o que ele escreveu, mas sim que com certeza algo nos espera em algum lugar, em algum momento... que não estejamos cegos no momento que isso acontecer.
O Tempo não para mesmo é por ai Simone
Bjs querida










Bjs meninas até mais

Um comentário: