quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Ai...ai...ai...Vamos cuidar meninas!


Com o envelhecimento, os processos naturais da pele desaceleram. Ocorre a perda de volume, a produção de colágeno e elastina cai abruptamente, a ação da gravidade começa a aparecer. Resultado: sintomas como flacidez, ressecamento severo, rugas (suaves  e profundas), perda da elasticidade e da definição do contorno do rosto são comuns e não poupam ninguém. De acordo com especialistas, esse processo é natural, proveniente de alterações hormonais, herança genética, estilo de vida e fatores externos (cigarro, sol, pouca ingestão de água, falta de hidratação etc).
Segundo  especialistas, o envelhecimento cutâneo se caracteriza por alterações nas fibras de colágeno e fibras elásticas e na matriz dérmica. Essas fibras se tornam tortuosas, fragmentadas e ocorrem perdas de elementos fundamentais para o vigor da pele – tudo isso junto acarreta o afinamento da cútis, formação de rugas e perda do tônus e da elasticidade. E alguns fatores externos como exposição ao sol, tabagismo, poluição e estresse tendem a piorar essas alterações". E as mulheres têm um fator agravante a mais: a menopausa. "Após esse período, quando ocorre uma brusca mudança hormonal, a pele tende a ficar ainda mais seca, fina e sem vida, e necessita de hidratação redobrada. A perda de volume nas bochechas, pela reabsorção de gordura, é muito frequente. Os sulcos ficam profundos e perde-se a definição do contorno facial. A situação é ainda pior para pacientes fumantes e que se expuseram ao sol sem proteção. Os sintomas do envelhecimentos são precoces e mais intensos.
Por isso meninas vamos prestar mais  atenção na nossa alimentação,tomar cuidado com o sol. Bons costumes alimentares, um bom protetor solar,uma higienização antes de dormir e muita água, pelo menos 2 litros ao dia tudo isso pode fazer a diferença, pense nisso.

Beijinhos.
Até mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário